Sala de
IMPRENSA

Página Inicial » Notícias

Estudos de Impacto Ambiental dos reservatórios em Amparo e Pedreira devem ficar prontos em 18 meses

16 abril 2014



O Governo do Estado de São Paulo publicou no dia primeiro de abril, no Diário Oficial  do Estado, a homologação do processo licitatório e anuncio da empresa vencedora que fará os Estudos de Impacto Ambientais (EIA) e Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) da construção dos reservatórios no Rio Camanducaia chamado Duas Pontes, em Amparo (SP), e no Rio Jaguari, em Pedreira (SP). O consórcio vencedor da licitação foi o Hidrostudio Themag, que terá 18 meses para concluir os estudos, ao custo de R$ 14.822.312,48.

A construção dos reservatórios é central para ampliar a oferta de água para as Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ). Os 25 mandamentos da estiagem, elaborados pelo Consórcio PCJ, solicita a agilização dessas obras e na Carta de Campinas, documento compilado pelo Conselho Fiscal da entidade, solicita ainda a construção pelo Estado de São Paulo de um Sistema Adutor, que fará a transposição de água do reservatório de Pedreira ao Rio Atibaia e assim favorecer a Região Metropolitana de Campinas, maximizando os benefícios gerados por estes empreendimentos.

De posse do EIA-RIMA serão realizadas audiências públicas e, sendo aprovado os estudos, será então dado início às obras dos novos reservatórios. Para o coordenador de Projetos do Consórcio PCJ, José Cezar Saad, a conclusão do processo e o efetivo início da operação das barragens não devem atender o prazo previsto no Plano Diretor de Aproveitamento dos Recursos Hídricos para a Macrometrópole Paulista. “O inicio da operação destes reservatórios está previsto para o ano de 2018, segundo o Plano da Macrometropóle. Após a conclusão dos projetos executivos e dos estudos ambientais, novas etapas terão que ser cumpridas, tais como as audiências públicas para aprovação dos EIA/RIMA, as negociações com os proprietários das terras que serão inundadas e por fim, a construção das barragens e o conseqüente enchimento das mesmas. Acreditamos que, todo este processo gaste entre seis a oito anos, isto sem levarmos em conta a construção do Sistema Adutor, que a nosso ver, é de vital importância para as Bacias PCJ”, comenta.

A publicação da homologação da contratação dos EIA-RIMA pode ser conferida no site dos Comitês PCJ, ou fazendo clique aqui

Barragem Duas Pontes e Pedreira

As duas barragens vão ocupar uma área total com APP (Área de Proteção Permanente) de quase 12 km2, sendo uma no município de Amparo (SP), por onde passa o Rio Camanducaia, chamada de Duas Pontes, com um espelho d’água estimado em 3,93 km2 e capacidade de armazenamento estimada em mais de 43 bilhões de litros de água. A outra que fica em Pedreira (SP), no Rio Jaguari, terá um espelho d’água de 1,81 km2 e estima-se que armazenará mais de 32 bilhões de litros.

A título de comparação, a Represa Cachoeira do Sistema Cantareira, tem capacidade de armazenar mais de 70 bilhões de litros de água numa área de 8,69 km2.

O Consórcio PCJ tem acompanhado de perto os estudos, pois, as duas represas se configuram como centrais para a ampliação da oferta hídrica na região. Ao lado da renovação da outorga do Sistema Cantareira, esse empreendimento será fundamental para o desenvolvimento das Bacias PCJ com o acréscimo de vazões estimadas pelos estudos.

 

Assessoria de Comunicação – Consórcio PCJ


VOLTAR



Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí
Av. São Jerônimo, 3100 - Americana, São Paulo, 13470-310 Brasil
19 3475-9400
PCJ
©Consórcio PCJ 2018 | Todos os direitos reservados
Criação
Manutenção Bk360 Agência Publicidade Propaganda Digital
1
×
Olá, podemos ajudar?