Barragem do Ribeirão Piraí receberá investimentos de R$ 70 milhões do Programa Água é Vida do Governo de São Paulo

Anúncio oficial aconteceu na última terça-feira (26), em Indaiatuba, com a presença do vice-governador de São Paulo.

O Museu da Água, em Indaiatuba (SP), recebeu na manhã do último dia 26 de outubro, o vice-governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, para o anúncio da liberação da verba de R$ 70 milhões para a construção do Reservatório do Piraí, que beneficiará os municípios de Indaiatuba, Salto e Itu, com a ampliação da oferta hídrica.

Na ocasião, o prefeito de Indaiatuba e vice-presidente do Programa de Educação e Sensibilização Ambiental do Consórcio PCJ reforçou a importância da segurança hídrica para o desenvolvimento do município. “Há quase 20 anos começava nossa história, com o ex-prefeito Reinaldo Nogueira planejando o futuro e desenvolvimento de nossa cidade. Hoje já temos traçados os projetos até 2035. Sem abastecimento, não há desenvolvimento. Agradeço a atenção que o Governo do Estado tem dado a nossa região e ao nosso deputado estadual Rogério Nogueira, que sempre abre os caminhos com as tratativas com o Estado. Também quero agradecer nossos vereadores, que aprovaram em regime de urgência a utilização de R$ 7,5 milhões, parte de Indaiatuba para custear as desapropriações necessárias para a construção da barragem do Piraí”, disse Gaspar.

O governador em exercício destacou a importância de garantir água nas Bacias PCJ. “O Estado de São Paulo tem oito bacias hidrográficas e a região do PCJ é a mais desafiadora. Estamos construindo duas barragens em Amparo e Pedreira. Agora, a do Piraí será a terceira e garantirá uma tranquilidade para enfrentarmos o período de seca nos próximos dez anos. Estou muito feliz em anunciar a construção desta barragem, um sonho de vinte anos que com a perseverança das lideranças políticas se tornou realidade”, concluiu Garcia.

O secretário executivo do Consórcio PCJ, Francisco Lahóz, enviou ofício ao prefeito Nilson Gaspar, parabenizando-o pelo sucesso na obtenção dos recursos para a viabilização de mais um reservatório para as Bacias PCJ, destacando que “o Plano das Bacias PCJ 2020-2035 atentam que a região terá um aumento de 21% do número de habitantes até 2035, o que pressionará ainda mais o consumo de água, reforçando a extrema necessidade da construção de novos reservatórios regionais para regularização de vazão e ampliação da disponibilidade hídrica regional”.

Lahóz ainda destacou no ofício que o barramento é estratégico para sustentabilidade hídrica regional, além de contribuir para a segurança hídrica da região do entorno do Aeroporto de Viracopos, importante hub de logística e transporte de passageiros do Estado e do Brasil.

Barramento do Piraí

A barragem do Ribeirão Piraí garantirá a ampliação do volume de captação dos municípios de Indaiatuba, Salto e Itu. Terá 386 metros de comprimento, 15 metros de altura, espelho d´água de 1,3 km² e capacidade para armazenar 9 bilhões de litros de água, ou seja, nove vezes maior que a barragem do Mirim.

A obra custará aproximadamente R$ 120 milhões e deve ser construída em três anos. O Governo do Estado investirá R$ 70 milhões e os outros R$ 15 milhões serão rateados com o Consórcio Intermunicipal do Ribeirão Piraí (Conirpi) para custeio de uma área de mais de 2,97 km² a ser desapropriada. Também tem mais R$ 50 milhões do PAC2 do Governo Federal.

A Câmara Municipal de Indaiatuba aprovou em sessão no dia 18 de outubro, em regime de urgência e por unanimidade, o projeto de lei que autoriza o município utilizar R$ 7,5 milhões para aporte da parte do Conirp para construção da barragem que beneficiará a Zona Sul de Indaiatuba. O rateio estabelecido pelo consórcio leva em consideração a proporcionalidade das populações de cada município integrante

Presenças

Participaram da cerimônia o superintendente do DAEE, Francisco Loducca, o delegado geral da Polícia Civil, Rui Ferraz, o diretor do Deinter, José Henrique Ventura, o delegado Seccional de Campinas Glauco Rufino, além dos delegados de Indaiatuba, Adriano Carpino Prado, Luiz Fernando Dias de Oliveira, Danilo Amancio Leme e Clésio Oliveira Filho.

Estavam presentes os deputados Bruno Lima, Herculano Passos e Rogério Nogueira, além dos prefeitos de: Jaguariúna, Nova Odessa, Itapetininga, Vinhedo, Rafard, Itu, Cabreúva, Salto e Elias Fausto.

Apoio Texto: Assessoria de Comunicação de Indaiatuba – Renata Lippi A. Lemuchi

Foto: Eliandro Figueira – RIC/PMI

Compartilhe essa matéria via:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Newsletter

Assine a Newsletter do Consórcio PCJ e seja o primeiro a saber sobre projetos, ações de conservação e eventos importantes que acontecerão no ano. Além de notícias em primeira mão sobre todo o universo da água.

Outras matérias

24 de maio de 2024

Entidade tem reforçado comunicação aos municípios associados com orientações de enfrentamento da estiagem 2024 e sugestões de ações de contingenciamento.  Segundo dados do Monitoramento Hidrológico das…

Pular para o conteúdo