01.11.2017 - Vereadores de Valinhos conhecem sistema de produção de água de reuso da SANASA Campinas

A equipe do Departamento de Águas e Esgotos de Valinhos (DAEV) e os vereadores visitaram na última terça-feira (24) a Estação de Tratamento de Esgotos da Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (SANASA), em Campinas. Os parlamentares conheceram o processo de tratamento do esgoto e a produção de água de reuso, tecnologia que a atual administração pretende implantar.

As prefeituras de Valinhos e Campinas, ambas associadas ao Consórcio PCJ, assinaram uma parceria em agosto para desenvolver estudos para ampliar e melhorar a qualidade do tratamento de água e esgoto das duas cidades, resolvendo assim problemas comuns na Estação de tratamento de Esgoto – Capuava, que fica em Valinhos, e na Estação de Tratamento de Esgoto – Samambaia, que fica em Campinas.

“É um trabalho muito positivo que vamos nos dedicar ao máximo para que se concretize. A meta é produzir um meio ambiente mais saudável, mais saúde pública e mais qualidade de vida para a população, principalmente para quem mora próximo da ETE – Capuava e vive o desconforto com o odor na Estação”, afirma o presidente do DAEV, Pedro Inácio Medeiros.

Além da visita dos vereadores, as equipes do DAEV e SANASA também fizeram uma reunião esta semana para acertar os detalhes técnicos da parceria que pretendem firmar.

AVANÇOS

Para o presidente da Câmara de Valinhos, Israel Scupenaro, um dos grandes avanços será a produção de água de reuso. “É gratificante ver a qualidade da água após esse tratamento inovador. Se chama água de reuso, mas já está pronta para o uso. Estamos acompanhando este investimento que é de grande importância e esperamos que seja implantado na cidade”, disse Scupenaro.

Uma das preocupações dos vereadores que estiveram presentes na visita, Israel Scupenaro, Kiko Beloni e Alécio Cau, é com o odor próximo a ETE – Capuava, problema que será resolvido com novos investimentos viabilizados pela parceria. “A saúde de Valinhos é muito importante. Próximo da ETE – Capuava o odor é desagradável. Com o investimento,  vamos eliminar esse problema”, comentou o vereador Kiko Beloni.

Hoje, Valinhos está com a capacidade da ETE – Capuava saturada. A situação é obstáculo para novos investimentos na cidade. Segundo o vereador Alécio Cau “é muito importante conhecer essa inovação que a SANASA trouxe para Campinas. Que Valinhos também alcance essa tecnologia”, afirmou Cau.

 INVESTIMENTO

Os estudos feitos a partir do protocolo de intenções assinado em agosto apontam para  investimento na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) – Capuava, em Valinhos, com o objetivo de melhorar a qualidade do efluente lançado no Ribeirão Pinheiros, a um quilômetro e meio do ponto de captação de água bruta de Campinas no Rio Atibaia. Essa captação abastece 95% município de Campinas.

O objetivo é que a ETE – Capuava tenha uma estrutura capaz de produzir com tecnologia de ponta a água de reuso, além de eliminar o odor da estação e ampliar a sua capacidade. A água de reuso gera receita. É utilizada para a produção de energia, refrigeração de equipamentos, em processos industriais e lavagem de ruas, mas não será utilizada para fornecimento.

IMG_5555 IMG_5655

 

 

 

 

 

 

Texto e fotos: Assessoria de imprensa do DAEV