10.08.2017 - Consórcio PCJ e Unesco discutem parcerias e implantação do Geoparque Corumbataí

Representantes do Consórcio PCJ se reuniram no último dia sete de agosto com o oficial de projeto para Meio Ambiente do Setor de Ciências Naturais da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), Massimiliano Lombardo, no escritório da instituição, em Brasília (DF), com o objetivo de discutir novas parcerias e apoio na implantação do Geoparque do Corumbataí, nas Bacias PCJ.

A gerente técnica do Consórcio PCJ, Andréa Borges, e o gerente de comunicação da entidade, Murilo Sant’Anna, apresentaram a Lombardo um histórico do Consórcio PCJ, suas conquistas para as Bacias PCJ, e sua experiência em cooperações internacionais, inclusive com a Unesco para aprimorar o Projeto Semana da Água, realizado pelo Programa de Educação e Sensibilização Ambiental, a partir do ano de 2002.

Lombardo se mostrou muito interessado nas atualizações sobre a implantação do Geoparque Corumbataí, que está sendo discutido formas de viabilização e sustentabilidade financeira pelo Consórcio PCJ e demais parceiros na iniciativa: A Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Fórum da Bacia do Rio Corumbataí e os municípios da região.

Os representantes do Consórcio PCJ informaram que no último dia 30 de junho a entidade encaminhou para o setor responsável pelo programa de Geoparques da Unesco, em Paris, na França, minuta de projeto de implantação do Geoparque Corumbataí e que ao final de julho recebeu e-mail do Sr. Patrick MacKeever, coordenador do programa, e-mail atentando para as potencialidades do projeto e com sugestões para enriquecer ainda mais a proposta do Geoparque Corumbataí.

Lombardo se colocou à disposição para auxiliar na proposta e a discutir formas da Unesco Brasil colaborar na montagem do dossiê de candidatura do Geoparque Corumbataí. Uma reunião entre o Consórcio PCJ e seus parceiros na iniciativa está sendo agendada para o fim do mês de agosto, na qual a sinalização da Unesco será discutida.

O oficial de projeto da Unesco recomendou ao Consórcio PCJ integrar a Rede Internacional de Geoparques com o objetivo de se aprofundar mais sobre a seleção e documentação necessária para implantação de novas iniciativas, tendo em vista que só no Brasil há uma lista de 18 potenciais geoparques na fila aguardando a chancela da Unesco.

A gerente técnica do Consórcio PCJ também discutiu a possibilidade da Unesco Brasil firmar parceria com o Programa de Educação Ambiental da entidade, a exemplo do que aconteceu no passado, com o objetivo de aprimorar e ampliar o alcance do Projeto Gota d’Água, anteriormente chamado de “Semana da Água”. Lombardo sinalizou com a possibilidade de a Unesco firmar um memorando de entendimento com o Consórcio PCJ em Educação Ambiental voltada à gestão de recursos hídricos. O oficial de projetos mostrou interesse em visitar as Bacias PCJ para conhecer a área do Geoparque Corumbataí e as ações do Programa de Educação e Sensibilização Ambiental do Consórcio PCJ.

Consórcio PCJ e a Unesco

O relacionamento do Consórcio PCJ com a Unesco iniciou-se em 2003 com o então Projeto Semana da Água, pioneiro na aplicação de Educação e Sensibilização Ambiental voltada à gestão dos recursos hídricos.

O contato seria novamente reestabelecido em 2015, na cidade de Rosário, na Argentina, durante o “Encontro Internacional de Cooperação para uma Gestão Sustentável dos Recursos Hídricos”, no qual participou a representante da Unesco para a América Latina, a Sra. Zelmira May, estreitando o relacionamento com os representantes do Consórcio PCJ, que obtiveram ali mais detalhes sobre o programa de Geoparques.

Desde então, a entidade passou a se comunicar com Denise Gorfinkel, coordenadora do Programa de Geoparques para a América Latina, sediado em Montevidéu, que sinalizou preliminarmente favorável a potencialidade do Geoparque Corumbataí.

Geoparque Corumbataí

Os Geoparques são áreas chanceladas pela Unesco que buscam combinar conservação de sítios paleontológicos, geológicos, culturais e históricos, com desenvolvimento sustentável e envolvimento da população local. O Consórcio PCJ tem discutido junto à representantes da Unesco sobre a possibilidade de implantação de um geoparque nas Bacias PCJ.

A Bacia Hidrográfica do Rio Corumbataí apresenta características naturais, geológicas, geomorfológicas e paleontológicas que permitem a criação de um Geoparque. Um levantamento preliminar, feito por pesquisadores da Unesp, concluiu que a região possui onze geossítios com alto valor científico (paleontológico, geológico e geomorfológico), amplo uso potencial (científico, educacional, econômico e turístico), além de quatro deles apresentarem valores que permitem serem incorporados aos inventários dos patrimônios geológicos nacional e internacional.

Em 2016, o Consórcio PCJ concluiu um documento preliminar sobre o potencial da região em sediar o Geoparque da Unesco e o entregou a diversos parceiros, entre eles: o ministério público, Fórum de Proteção da Bacia do Rio Corumbataí, a Unesp e a Unicamp.

No mês de junho de 2017, a entidade ao lado dos parceiros na iniciativa preencheu um dossiê de intenção de implantar o Geoparque Corumbataí e o enviou ao setor responsável na Unesco em âmbito mundial sobre o Programa de Geoparques, sediado em Paris, na França, sob a coordenação do Sr. Patrcik McKeever. No último mês de julho, McKeever sinalizou positivamente sobre a candidatura, mas indicando algumas correções no documento e atentando para os trâmites burocráticos a serem seguidos.