BLOG

Fique por dentro do mundo do gerenciamento de recursos hídricos e das ações do Consórcio PCJ em prol da água.

Dia de Proteção às Florestas

12 julho 2018



No dia 17 de julho é comemorado o Dia de Proteção ás Florestas. As florestas são o ecossistema mais rico em espécies animais e vegetais. Esta data vem para lembrar a importância de conservarmos nossas florestas. Aumentar a proteção, manter os múltiplos papéis e funções de todos os tipos de florestas, reabilitarem o que está degradado. Isto é, preservar a vida no planeta.

Em termos de diversidade biológica, o Brasil tem uma situação ímpar no mundo. Calcula-se que cerca de um terço da biodiversidade mundial esteja em nosso país, em ecossistemas únicos como a Floresta Amazônica, a Mata Atlântica, os cerrados, áreas úmidas e ambientes marinhos.

Somente na Amazônia, encontramos o maior conjunto dos seres vivos de determinada área da América do Sul, é metade das florestas tropicais do mundo, com valores altíssimos em termos de biodiversidade, além do enorme potencial genético. Já a Mata Atlântica é formada por um conjunto de formações florestais (Florestas: Ombrófila Densa, Ombrófila Mista, Estacional Semidecidual, Estacional Decidual e Ombrófila Aberta) e ecossistemas associados como as restingas, manguezais e campos de altitude, que se estendiam originalmente por aproximadamente 1.300.000 km2 em 17 estados do território brasileiro. Estima-se que existam cerca de 20.000 espécies vegetais (cerca de 35% das espécies existentes no Brasil).

Quando uma floresta é afetada ela deixa de existir, e assim perdemos a fauna e a flora e isso pode provocar, ainda, o desequilíbrio da cadeia alimentar, afetando também o clima, já que elas tem importante papel na manutenção da temperatura, nos ventos e no ciclo das chuvas .A perda da cobertura vegetal causa erosão dos solos, degradação das áreas de bacias hidrográficas, perdas na vida animal (quando o seu o habitat é destruído, os animais morrem) e perda de biodiversidade.

Conforme dados da Organização das Nações Unidas – ONU, nos últimos 40 anos a média global de área per capita de floresta caiu de 1,2 hectares para 0,6 hectares/pessoa. A população mundial cresce  descontroladamente, atualmente . somamos quase 7 bilhões, e em 2050 estaremos  9 bilhões no planeta. Para suprir toda essa gente, é preciso extrair, desmatar, produzir, transportar…e poluir. Consumimos muito e reciclamos pouco.

O Desmatamento acontece predominantemente por dois fatores: o desmatamento para pastagens e para o agronegócio. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE , metade das emissões dos gases do efeito estufa (GEE) no Brasil vem da pecuária. Na pesquisa foram considerados as queimadas para criação de pastagens, além das emissões dos próprios animais.

Perante dessas inúmeras informações, cabe a cada uma de nós aproveitarmos a data para refletir sobre nossas atitudes e repensar as políticas públicas ambientais. A população também tem o direito e o dever de, fazer denúncias sobre exploração ilegal de reservas naturais, por exemplo. Preservar florestas é sinônimo de proteger a vida. Faça a sua parte, ajude a preservar nossa cidade, denuncie descartes irregulares, queimadas, supressão de arvores através do SAC (19) 3475-9024, GAMA – 153 e (19) 3408-8220.





VOLTAR



Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí
Av. São Jerônimo, 3100 - Americana, São Paulo, 13470-310 Brasil
19 3475-9400
Facebook Youtube Instagram Twitter
PCJ
©Consórcio PCJ 2018 | Todos os direitos reservados